Zona de Arrebentação 

Às vezes precisamos mergulhar de cabeça para atravessar a arrebentação e alcançar águas serenas. Se você fica na superfície, não enfrenta a turbulência que te sacode por inteiro, mas também não saberá o que é a verdadeira quietude.

 

Evitar a sobriedade, hiperocupar-se, alienar-se da própria realidade interna é adiar o inevitável encontro com a verdade, é procrastinar, boiando pseudotranquilamente na superfície. O mundo da fantasia nos protege enquanto somos crianças mas se torna um cárcere e aprisiona a alma de quem foi feito para voar.

 

A insuportável realidade de Lacan pode ser experimentada em doses homeopáticas e crescentes até, assustados, tomarmos consciência da matrix. Essa é a hora da pergunta fundamental: E o que eu tenho com isso?

Descubra o seu papel. Seja a mudança que quer ver no mundo. Isso te dará paz.